sexta-feira, 10 de julho de 2009

Aproveitamento da água da chuva

Essa engenhoca, na foto abaixo, é nada mais que um filtro para água de chuva para ser instalado no tubo de descida das calhas pluviais. A sujeira (folhas, gravetos etc.) é expelida pela frente, e a água de chuva filtrada continua ser conduzida pelo tubo de descida, formando um verdadeiro reservatório doméstico. Sua instalação (do tipo "faça você mesmo"), é tão fácil quanto sua manutenção. Fica aí uma dica... Ambiente-se!



terça-feira, 16 de junho de 2009

Algumas garrafas PET e muita criatividade

Você consegue identificar quais as peças abaixo que são feitas de PET?
Todas! Isso mesmo. A criação é de Miriam Mitsuko Utsumi.
Vale a pena conferir!


















quarta-feira, 10 de junho de 2009

Diga NÃO à "MP da Grilagem"... Tem que ser HOJE!

No dia 02/06, o senado brasileiro aprovou a MP 458. Trata-se de Medida Provisória que contempla todos aqueles que fizeram grilagem na Amazônia com a regularização de terras ocupadas ilegalmente.
A decisão de vetar a MP 458 está nas mãos do Presidente Lula. Se ela for aprovada, 67 milhões de hectares de terras públicas da Amazônia serão privatizados. Um patrimônio estimado em 70 bilhões de reais irá parar nas mãos dos grileiros.
Hoje, dia 10/06, é o último dia para reverberar nossa voz. O Gabinete de Lula está recebendo milhares de ligações pedindo para que a MP 458 não seja aprovada. Faça sua parte, envie um e-mail através do link, abaixo, e peça para que o Presidente diga NÃO à MP 458:
https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php
Se quiser saber mais sobre o assunto, o Greenpeace recomenda os links:
http://www.greenpeace.org/brasil/amazonia/noticias/ruralistas-privatizam-a-amaz-n
http://www.avaaz.org/po/nao_privatize_a_amazonia/

Participe dessa campanha, ainda dá tempo. Ambiente-se!



terça-feira, 9 de junho de 2009

Ajude na luta contra essa crueldade!

A Peta Europa mias uma vez sai em defesa dos animais, e desta vez, apurando a maior operação de abate de cavalos dos Estados Unidos. Anualmente, centenas de cavalos de corrida dos EUA são vendidos aos matadouros japoneses para virar comida de cachorro ou até mesmo comida humana. Foram capturadas algumas imagens na cidade de Kukamoto, que mostram os últimos instantes de vida de um cavalo sendo “lavado para o abate”; ele está extremamente assustado e em pânico. O vídeo é chocante (não recomendo assistir...).
Porque estou postando essa notícia?
Porque você pode ajudar, através do abaixo-assinado para pressionar os responsáveis a suspender a exportação de cavalos de corridas para sacrifício e para que criem normas, implementando e regulamentando os nascimentos dos cavalos de corridas no EUA.
Aqui, você clica para fornecer seu Nome, Sobrenome e E-Mail.

Para maiores informações, acesse o Blog "Art by Lu"

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Hoje é o Dia Mundial do Meio Ambiente!

05 de junho é o dia em que se comemora o meio ambiente, em todos os cantos do mundo. Na verdade, não há muito o que comemorar. A data serve mais paralevar uma mensagem às multidões que não pensam ou pouco fazem pela buscapor melhores condições de vida no Planeta. Em homenagem a esse dia de reflexão, vamos postar algumas campanhas bem criativas em prol da preservação ambiental.

















































































































Energia e Novas Tecnologias (Pense de Novo-III)


O último vídeo da trilogia Pense de Novo, da WWF-Brasil, de nome "Energia e novas tecnologias", indica uma luz no fim do túnel e apresenta soluções para conter o aquecimento global no setor de energia, que é responsável por 37% de todas as emissões de gás carbônico. A matriz energética brasileira é considerada uma das mais limpas do mundo, e deve ser exemplo
para as nações industrializadas, que adotam modelo energético bem mais poluente.



video

Clima e Desmatamento (Pense de Novo-II)

O segundo vídeo da trilogia Pense de Novo, batizado como "Clima e Desmatamento", retrata as terríveis consequências do desmatamento e das queimadas que, de quebra, provoca mudanças
climáticas em razão de 75% das emissões de gases de efeito estufa, e leva o Brasil a ser o 4° maior emissor do mundo.Veja, pense... Ambiente-se!

video

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Mundo (Pense de Novo)

O progresso é muito importante e querer progredir faz parte do
ser humano. Porém, explorar os recursos naturais sem se preocupar
com a sustentabilidade tem provocado prejuízos abissais, como o
aquecimento global, e todos nós estamos arcando com as
consequências. Sem planeta não tem vida, nem progresso... Esse
curto vídeo da WWF, de nome "Mundo", é o primeiro da trilogia
"Pense de Novo". Confira e ambiente-se!

video

quarta-feira, 3 de junho de 2009

O Sal da Terra

Já escolhemos uma poesia e um artigo para reflexão nesta semana comemorativa. Uma letra de música não poderia ficar de fora, e esta canção muito conhecida na voz de Beto Guedes, é mais do que especial.

O Sal da Terra
Autoria: Beto Guedes e Ronaldo Bastos

Anda!
Quero te dizer nenhum segredo
Falo nesse chão, da nossa casa
Bem que tá na hora de arrumar...

Tempo!
Quero viver mais duzentos anos
Quero não ferir meu semelhante
Nem por isso quero me ferir

Vamos precisar de todo mundo
Prá banir do mundo a opressão
Para construir a vida nova
Vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado
E quem não é tolo pode ver...

A paz na Terra, amor
O pé na terra
A paz na Terra, amor
O sal da...

Terra!
És o mais bonito dos planetas
Tão te maltratando por dinheiro
Tu que és a nave nossa irmã

Canta!
Leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com seus frutos
Tu que és do homem, a maçã...

Vamos precisar de todo mundo
Um mais um é sempre mais que dois
Prá melhor juntar as nossas forças
É só repartir melhor o pão
Recriar o paraíso agora
Para merecer quem vem depois...

Deixa nascer, o amor
Deixa fluir, o amor
Deixa crescer, o amor
Deixa viver, o amor
O sal da terra...

terça-feira, 2 de junho de 2009

O Buraco Perfeito

Ontem, uma poesia; hoje selecionamos um artigo elaborado pelo eminente pensador e ambientalista Leonardo Boff, cuja visão e entendimento constitui verdadeira fonte para análise e reflexão.

"Ignace Ramonet, diretor do Lê Monde Diplomatique e um dos agudos analistas da situação mundial, chamou a atual crise econômico-financeira de “a crise perfeita”. Putin, em Davos, a chamou de “a tempestade pefeita’. Eu, de minha parte, a chamaria de “o buraco perfeito”. O grupo que compõe a Iniciativa Carta da Terra (M. Gorbachev, S. Rockfeller, M.Strong e eu mesmo, entre outros) há anos advertia: “não podemos continuar pelo caminho já andado, por mais plano que se apresente, pois lá na frente ele encontra um buraco abissal”. Como um ritornello o repetia também o Fórum Social Mundial, desde a sua primeira edição em Porto Alegre em 2001. Pois chegou o momento em que o buraco apareceu. Lá para dentro caíram grandes bancos, tradicionais fábricas, imensas corporações transnacionais e US$50 trilhões de fortunas pessoais se uniram ao pó do fundo do buraco. Stephen Roach, do banco Morgan Stanley, também afetado, confessou: “Errou Wall Street. Erraram os reguladores. Erraram as Agências de Avaliação de risco. Erramos todos nós”. Mas não teve a humildade de reconhecer:” Acertou o Fórum Social Mundial. Acertaram os ambientalistas. Acertaram grandes nomes do pensamento ecológico como J. Lovelock, E. Wilson e E. Morin”.Em outras palavras, os que se imaginavam senhores do mundo a ponto de alguns deles decretarem o fim da história, que sustentavam a impossibilidade de qualquer alternativa e que em seus concílios ecumênicos-econômicos promulgaram dogmas da perfeita autoregulação dos mercados e da única via, aquela do capitalismo globalizado, agora perderam todo o seu latim. Andam confusos e perplexos como um bêbado em beco escuro. O Fórum Social Mundial, sem orgulho, mas sinceramente pode dizer: “nosso diagnóstico estava correto. Não temos a alternativa ainda mas uma certeza se impõe: este tipo de mundo não tem mais condiçãoes de continuar e de projetar um futuro de inclusão e de esperança para a humanidade e para toda a comunidade de vida”. Se prosseguir, ele pode pôr fim a vida humana e ferir gravemente a Pacha Mama, a Mãe Terra.Seus ideólogos talvez não creiam mais em dogmas e se contentem ainda com o catecismo neoliberal. Mas procuram um bode expiatório. Dizem: “Não é o capitalismo em si que está em crise. É o capitalismo de viés norteamericano que gasta um dinheiro que não tem em coisas que o povo não precisa”. Um de seus sacerdotes, Ken Rosen, da Universidade de Berkeley, pelo menos, reconheceu:”O modelo dos Estados Unidos está errado. Se o mundo todo utilizasse o mesmo modelo, nós não existiríamos mais”.Há aqui palmar engano. A razão da crise não está apenas no capitalismo norte-americano como se outro capitalismo fosse o correto e humano. A razão está na lógica mesma do capitalismo. Já foi reconhecido por políticos como J. Chirac e por uma gama consideravel de cientistas que se os paises opulentos, situados no Norte, quisessem generalizar seu bem estar para toda a humanidade, precisaríamos pelo menos de três Terras iguais a atual. O capitalismo em sua natureza é voraz, acumulador, depredador da natureza, criador de desigualdades e sem sentido de solidariedade para com as gerações atuais e muito menos para com as futuras. Não se tira a ferocidade do lobo fazendo-lhe alguns afagos ou limando-lhes os dentes. Ele é feroz por natureza. Assim o capitalismo, pouco importa o lugar de sua realização, se nos EUA, na Europa, no Japão ou mesmo no Brasil, coisifica todas as coisas, a Terra, a natureza, os seres vivos e também os humanos. Tudo está no mercado e de tudo se pode fazer negócio. Esse modo de habitar o mundo regido apenas pela razão utilitarista e egocêntrica cavou o buraco perfeito. E nele caiu.A questão não é econômica. É moral e espiritual. Só sairemos a partir de uma outra relação para com a natureza, sentindo-nos parte dela e vivendo a inteligência do coração que nos faz amar e respeitar a vida e a cada ser. Caso contrário continuaremos no buraco a que o capitalismo nos jogou."


segunda-feira, 1 de junho de 2009

Eco lógico

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, é válido todo e qualquer meio que nos leve a refletir sobre os problemas ambientais, na atualidade, e tudo o que pode ser feito para melhorar a relação homem x natureza.
A poesia é um desses meios... E por que não?


Eco lógico

Se aos pássaros perguntares.
Quem polui os nossos ares,
onde os pulmões se consomem,
O eco, lógico, responde:...
Homem... Homem... Homem...

E o húmus de nosso chão,
que resta pro nosso pão
logo após uma queimada?
O eco, lógico, responde:...
Quase nada... Quase nada...
O que era o Saara?
A Amazônia o que será?
Um futuro muito incerto?
O eco, lógico, responde:...
Só deserto... Só deserto...

O que resta, desmatando,
O que sobra, devastando,
ao homem depredador?
O eco, lógico, responde:...
Só a dor... A dor... A dor...

Que precisa a natureza
pra manter sua beleza
e amainar a sua dor?
O eco, lógico, responde:...
Mais amor... Amor... Amor...

Créditos: Poesia para Crianças

sábado, 30 de maio de 2009

Destino certo para o lixo eletrônico

Os avanços tecnológicos tornam os equipamentos eletroeletrônicos obsoletos rapidamente, o que faz aumentar o consumo de novos aparelhos, como celulares, computadores, monitores, eletrodomésticos, além de baterias e pilhas. Os equipamentos rejeitados transformam-se em lixo eletrônico ou  "e-waste". Nem todo mundo sabe que lixo eletrônico não deve ser jogado junto com o lixo comum, cujo destino são os lixões e aterros sanitários, porque, em geral, contém metais pesados e elementos químicos altamente nocivos à saúde, contaminando o solo, inclusive, podendo chegar ao lençol freático. 
Para os que sabem disso, fica o impasse... Qual o destino correto para o lixo eletrônico? Ninguém divulga... 

Abaixo, segue uma pequena lista de empresas, fornecida pelo Globo Online, que recebem e tratam adequadamente desse tipo de material. Mas fica a sugestão de se buscar informação junto à prefeitura municipal de sua cidade, e pedir para divulgar e/ou até fazer multirão, de tempos em tempos, para que a população em geral e as empresas possam descartar esse material, de forma segura. 

Canon

Mantém um programa de reaproveitamento de impressoras e de reciclagem de resíduos sólidos. Coleta equipamentos pelas redes de assistência técnica. Site: http://www.canon.com.br

Centro de Recondicionamento e Reciclagem de Computadores do Distrito Federal (CRC/DF)

Mantido do Distrito Federal pela Fundação Banco do Brasil (FBB), em parceria com a Associação de Apoio a Família, ao Grupo e a Comunidade (Afago), a Cobra Tecnologia e a Ong Programando o Futuro. Recebe equipamentos de informática e recondiciona para programas de inclusão digital. Site: http://www.fundacaobancodobrasil.org.br

Comitê para a Democratização da Informática (CDI)

Organização não governamental que recebe doações de computadores e de periféricos usados, mas em condições de uso. Direciona os equipamentos para centros de inclusão digital. Acessórios como caixas de som, teclados e mouses somente são recebidos em bom estado. Site: http://comite.cdi.org.br

Comlurb

A companhia de coleta e limpeza municipal do Rio mantém cestas coletoras espalhadas pela cidade. Na área "Serviços" do site da companhia esta a lista de bairros em que é possível encontrá-las. Site: http://www.rio.rj.gov.br/comlurb/

Dell

O cliente do Brasil e México acessa o site da marca e descreve o equipamento que deverá ser coletado. Um representante autorizado da área de Logística Dell marcará um horário para apanhar o equipamento a ser reciclado. Site: http://www.Dell.com/recycling

Hewlett-Packard (HP)

Os clientes podem solicitar o descarte das baterias pela internet para receber, pelo correio, um envelope pré-pago para a remessa de baterias a serem recicladas, com instruções para seu destino correto e sem custos. Os clientes também podem entregar as baterias diretamente na rede de assistência técnica da HP, espalhada por todo o Brasil. Site: http://www.hp.com.br/baterias

Kodak

Mantém um programa de reciclagem de câmeras de uso único, os modelos de descartáveis. Na área de responsabilidade social do site da companhia estão informações sobre o sistema de coleta de equipamentos - "Segurança, Reciclagem e Descarte de Produto". Site: http://www.kodak.com.br

Motorola

Usuários podem depositar aparelhos celulares, rádios bidirecionais, acessórios (carregadores, fios e fones de ouvido, entre outros) e baterias nas urnas localizadas nos Serviço Autorizado Motorola (SAMs). Em cidades em que não há rede autorizada, usuários podem acessar a internet para participar do MotoColeta (4002-1244 para capitais ou regiões metropolitanas ou 0800-773-1244 para as demais cidades. Site: http://www.motorola.com.br

Museu do Computador

O museu, em São Paulo, aceita doações de equipamentos de computador, bem como telégrafo, telefone, máquina de calcular, máquina de escrever, videogames, impressoras e peças como floopy drive, HDs, placas-mãe, teclados, monitores, mouses e fontes de energia, mesmo sem funcionar. Softwares antigos, disquetes, manuais, revistas de informática, livros e pôsteres vão para a Biblioteca do Museu. Informações (11) 5521-3655 ou http://www.museudocomputador.com.br

Nokia

O programa de reciclagens está há sete anos no Brasil. As caixas de produto trazem explicações sobre o descarte correto da bateria e orientação sobre a rede de coleta dos dispositivos. Entre 60% e 85% dos componentes de um telefone celular Nokia são recicláveis. Site: http://www.nokia.com.br

Sony Ericsson

Tem programa de coleta especial. O consumidor final entrega sua bateria e/ou aparelho completo nas assistências técnicas e/ou postos de coletas. Informações: 4001-0444 (Custo de chamada local) ou 0XX11 4001-0444

Valvolândia

Tradicional loja de São Paulo especializada em válvulas e baterias. Coleta pilhas e baterias usadas e encaminha-as aos fabricantes e importadores. No site há endereços de postos de coleta em São Paulo. Site: http://www.valvolandia.com.br 




segunda-feira, 25 de maio de 2009

Economize energia elétrica e se ligue no Selo Procel

A energia elétrica é indispensável para a sociedade, além de ser um dos insumos básicos de toda e qualquer atividade econômica. Para atender a crescente demanda, tem sido necessário construir usinas, linhas de transmissão e redes de distribuição. Todas as formas de geração de energia (usinas hidrelétricas, térmicas e nucleares), envolvem o risco de impactos ambientais associados a outros estágios da cadeia de produção, transporte e distribuição de energéticos.
Para reduzir estes impactos, o setor elétrico vem realizando estudos e pesquisas e tomando medidas práticas na área ambiental, como a implementação de programas para gerenciar a demanda de energia e diminuir as perdas na transmissão e distribuição aumentando a efetividade da oferta.
A sociedade também pode e deve fazer a sua parte, adotando medidas para evitar o desperdício e melhorar a eficiência energética.
O combate ao desperdício de energia elétrica, além de benéfico para a sociedade e para o meio ambiente, traz vantagens para o consumidor, a começar pelo seu bolso. Uma forma prática de contribuir é adquirir produtos com o Selo Procel de Energia. Este Selo é o instrumento promocional do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), concedido anualmente, desde 1993, aos equipamentos elétricos que apresentam os melhores índices de eficiência energética dentro das suas categorias. Sua finalidade é estimular a fabricação nacional de produtos eletroeletrônicos mais eficientes no item economia de energia, e orientar o consumidor, no ato da compra, a adqüirir equipamentos que apresentam melhores níveis de eficiência energética.
Fique ligado(a) nessa dica e ambiente-se!




domingo, 24 de maio de 2009

Aquecimento global... Qual o fim disso?

Muito interessante o filme criado pela Ponto de Criação que retrata uma das sérias consequências do aquecimento global.  Dramático, mas realmente possível, infelizmente...
Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.

video

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Pegada ecológica

Você tem consciência do quanto contribui para a preservação do Planeta? É difícil precisar, mas você pode ter uma noção, respondendo a um questionário de 15 perguntas que te ajudarão a identificar seus hábitos e a estimar a quantidade de recursos naturais que utiliza para sustentar suas atividades diárias. Clique aqui e descubra o tamanho de sua pegada ecológica... Ambiente-se!




segunda-feira, 18 de maio de 2009

Plásticos biodegradáveis

Recentemente, foi desenvolvido um plástico biodegradável que se decompõe no solo em apenas 45 dias. O material foi criado por a partir de embalagens pós-consumo de PET, um polímero fabricado a partir da resina poli (tereftalato de etileno). Diversos produtos poderão ser fabricados a partir do novo plástico biodegradável. O plástico convencional é um dos maiores agentes poluidores, em todo o planeta. A Fapesp divulga maiores informações. O consumidor deve estar atento para exigir no mercado produtos que ofereçam menos impacto ao meio ambiente. Faça a sua parte... Ambiente-se!